WordPress, um sistema de gerenciamento de conteúdo

WordPress é um CMS, do inglês Content Management System, que traduzido significa Sistema de Gerenciamento de Conteúdo. Idealizou e muito a simplicidade com que se pode construir um Blog e “alimentá-lo”, sendo também possível criar sites mais complexos, como lojas virtuais (e-commerce).

O CMS WordPress propicia inúmeras facilidades, quer seja para a construção ou para a operação do serviço. Isso não ocorre com um sistema CMS desenvolvido exclusivamente para uma demanda específica, de um cliente em específico. Ou seja, é discrepante comparar um CMS do nível do WordPress a um outro desenvolvido do “zero” por um programador contratado.

Existem muitas facilidades incluídas na instalação do WordPress, como o gerenciamento de usuários. É possível definir quais os tipos de usuários (perfis) que participarão do site, como: administradores e assinantes. Assim, os assinates têm privilégios restringidos, mas podem escrever comentários, garantindo o pleno funcionamento do serviço.

Um recurso interessante nesse sentido é o perfil de usuário Autores, podem ser vários e cada um com toda a autonomia do próprio conteúdo criado. Outras funcionalidades podem ser instaladas e habilitadas posteriormente, sendo inúmeras as possibilidades de uso da plataforma.

Vários autores contribuindo, muitas vezes cada um na sua especialidade

Segundo definições facilmente encontradas na WEB, os Gerenciadores de Conteúdo (CMS) são frequentemente usados para armazenar, controlar e prover documentação empresarial, tais como: notícias, artigos, manuais de operação, manuais técnicos, guias de vendas e brochuras de marketing. O conteúdo pode incluir arquivos de computador, imagens, áudios, vídeos, documentos eletrônicos e conteúdo Web.

Para os interessados em construir e disponibilizar o conteúdo com o WordPress, ou qualquer outro CMS, é possível que o proprietário tenha toda a autonomia, dispensando a dependência da mão-de-obra especializada, como ocorreria com um CMS exclusivo do cliente.

Uma vez concluída a construção do serviço CMS para o solicitante, este passa a ter controle total em suas mãos do ponto de vista técnico, podendo delegar o poder aos devidos departamentos e ganhar foco para o conteúdo. Ou seja, não é necessário um colaborador dedicado.

Um agregador de conteúdo para o site poderá ter nível de conhecimento em informática de quem simplesmente opera um editor de texto, mas que sobre o conteúdo a ser abordado detém grande conhecimento.

O WordPress é com certeza um dos principais CMS, mas atualmente existem bons concorrentes, como o Joomla!. Ambos são sistemas feitos em linguagem de programação PHP e disponibilizados como Open Source, ou seja, todo esse mundo maravilhoso do WordPress está disponibilizado gratuitamente aos interessados. Incrível!